sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O que são gambás??

Diferente do que muitos pensam, gambás não são roedores, e sim marsupiais como os cangurus.
No Brasil, encontramos principalmente duas espécies: Didelphis aurita (gambá de orelha preta) e Didelphis albiventris (gambá de orelha branca).
Nesse blog, irei falar dos Didelphis aurita, pois a minha experiência de convívio é com esta espécie.
Cada vez mais está sendo o contato, não apenas dos gambás com o homem, mas também com outras espécies de animais, devido a invasão do homem ao habitat natural deles. Isso é um problema muito sério, pois a falta de informação sobre esses animais faz com que sejam maltratados e mortos sem motivo, por acharem que é um animal repugnante, "fedidos", que podem morder, etc.
Bem, vamos aos fatos. O homem é tão repugnante para o gambá quanto o gambá é para o homem. Isso porque é muito fácil não aceitar o que é diferente, porque é mais fácil repudiar do que tentar entender, aprender.
Todo animal que vive em seu habitat, tem um cheiro característico, seja para ser reconhecido por seus semelhantes, ou mesmo para repelir seus predadores. É assim que funciona na natureza, são mecanismos de proteção. O gambá normalmente tem um cheiro forte sim, não é um cheiro ruim, mas diferente do que nós seres humanos estamos acostumados a sentir. O cheiro ruim ele só exala de sua glândula perianal quando está em perigo quando a fêmea está pronta para copular.
Defendem-se emitindo um rosnado peculiar e abrindo a boca de forma ameaçadora, a fim de espantar predadores. Também possuem o hábito de se fingirem de mortos, ficam com os olhos bem arregalados e o corpo amolecido, imóvel. Dificilmente chegam a morder, costumam avançar com a boca aberta, mas morder é muito raro.
Por ser um marsupial, a fêmea possui uma "bolsa" em seu abdome, chamada de marsúpio, que contêm 12 tetas. A fêmea pode ter atá 18 filhotes, que nascem com 2 semanas de gestação e completam seu desenvolvimento no marsúpio. Ainda como embriões, precisam escalar através dos pêlos da mãe e chegar ao marsúpio. Apenas 12 se fixam nas tetas, os demais, por não conseguirem se alimentar, morrem. Ali, permanecem por cerca de 2 meses, e, já com os olhos abertos, passam a explorar um pouco mais ao redor, mas ainda dependem da bolsa e da mama para se alimentar. O espaço é cada vez mais apertado, e com o tempo os filhotes passam a ser carregados nas costas da mãe (por isso alguns filhotes são encontrados sozinhos sem a mãe, pois estão mais propensos a cair). Os pêlos podem ser pretos ou claros, um branco-prateado, mais comum em adultos.

61 comentários:

  1. Olá,

    Gostaria de saber se temos q ter alguma licença para criar gambas, se é permitido, por serem animais silvestres, certo?

    Obrigado,
    Pedro

    ResponderExcluir
  2. Olá, Pedro. Por serem animais silvestres não há como criá-los em cativeiro, e não se pode ter a licença para isso. Nosso trabalho se limita a cuidar dos filhotes para sua posterior soltura e reabilitação. Espero poder ajudá-lo no que precisar.

    ResponderExcluir
  3. Sou do RJ e gosto muito de animais. Achei um filhote de gambá de orelha preta no colégio do meu filho, e estou cuidando dele há 40 dias, quando o achei estava sem dentes, com a orelha branca e o pêlo bem preto, o coloquei em uma pantufa (n°26, de criança) e ele ficou muito bem dentro dela. Uma semana após, os dentinhos começaram a nascer. Agora suas orelhas já estão pintadas de preto e possui muitos pêlos brancos de maior comprimento. o estou alimentando com frutas e ovos e já cresceu ao ponto de se contorcer para entrar na pantufa. Dorme o dia todo e à noite, sai para comer e fazer suas necessidades. Moro em um apartamento, às vezes saio com ele e o levo a lugares gramados, com plantas, mas ele me segue, não fica sozinho. Ele me parece estar bem e saudável, mas tenho dúvidas do que devo fazer para tentar prepará-lo para soltura e o melhor lugar. Onde o encontrei existem muitos gatos e também tenho medo do fato dele estar acostumado ao contato humano e possa ser morto por alguém. Pensei em soltá-lo em algum parque ecológico. O que você poderia me aconselhar quanto a reabilitação e uma dica de ambiente "ideal" para soltura, se é que ainda existe algum seguro hoje em dia!! grata. Patricia

    ResponderExcluir
  4. Queria ter achado seu blog antes. Quantas informações importantes. Bacana mesmo. Parabéns pela idéia!!! Patricia

    ResponderExcluir
  5. Oi Patricia, primeiramente queria agradecer pelo elogio, e também pela sua atitude de cuidar do gambazinho.O ideal para soltar o animal e evitar o maximo de contato fisico e emocional com ele, o que é muito difícil. E sua iniciativa de levá-lo a locais gramados é ótima, e realmente ele vai sempre procurar você, pois é a figura materna que ele tem, tente sempre ficar um pouco longe dele, inicialmente ele vai ficar parado, assustado, mas depois vai explorar o local, e o ideal é fazer isso quando estiver escurecendo, para ele se habituar melhor. Coloque-o em troncos de árvore para subir, mas fique sempre por perto caso ele ameace cair, e quando notar que ele está espertinho, pode soltá-lo. Me mande um email para conversarmos melhor sobre locais de soltura.
    Beijos, Fernanda
    nanda_vetuff@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. OI Fernanda
    Meu nome é Ana Paula, estou com um filhote de gambá, e procurei seguir todas as orientações do seu blog, ligueipara vários veterinários da minha cidade porém não puderam me ajudar, estou tentando cuidar dele o melhor que posso , porém fazem dois dias que ele começou a espumar um pouquinho pela boca quando vou alimentá-lo, estou dando pedialite leite nan, e papinha de fruta na mamadeira, que por sinal é o que ele mais gosta, mas estou muito preocupada , será que pode ter aspirado leite?
    Não sei o que faço, se puder me ajudar agradeço muito.

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana Paula, pode ser que ele espume quando está satisfeito, Às vezes tentamos dar mais comida a eles do que o estomago comporta. Ele apresenta tosse, espirros, ou algum outro sintoma além da espuma? Se vc alimenta ele devagar é muito dificil ele aspirar o leite, então alimente-o cuidadosamente.
    Precisando pode me mandar emails tb para nanda_vetuff@hotmail.com
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. oi Meu nome é Priscila e faz 4 dias que resgatamos 3 gambazinhos de orelhas pretas e estamos cuidando com leite de vaca, nã no seu se é a melhor forma mas eles estão bebendo na seringa, são muito pequenos, não sabemos o que fazer...pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  9. Oi Priscila, por favor não dê leite de vaca, isso causa catarata por erro de alimentação,e isso vai comprometer a qualidade de vida e soltura deles, pois causa cegueira. Você pode dar leite NAM ou PET MILK SEM LACTOSE, tb na seringa, e le,bre de estimular a defecação e a urina deles com uso de algodão umedecido com água. Precisando entre em contato, pode mandar emails para nanda_vetuff@hotmail.com.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. parabens amei seu depoimento e nele estou conseguindo cuidar de 1 filhote que achei que infelizmente nao consegui pegar os irmaos dele pq os covardes tinham matado a mae e os filhotes e esse tava na rua onde estava passando e vi nao aceitei de deixar matar esse lindo bb parabens por amar os animais pois eu tbm amo e muito aqui tenho 5 cachorros de rua ,gato e etc........

    ResponderExcluir
  11. Obrigada, André, infelizmente vemos muita covardia com os animais, independente de espécie, e cabe a nós que amamos lutar contra isso. Não pudemos mudar o mundo sozinhos, mas juntos podemos mudar, e esse blog foi feito pensando nisso, em ajudar pessoas como eu e como você a salvar essas criaturinhas lindas.
    Boa sorte com seu filhotinho, precissando entre em contato.

    ResponderExcluir
  12. PARABENS PELO SEU AMOR PELOS GAMBAS .VEJO QUE NAO SOU A UNICA ACHEI UM FILHOTINHO NO MEU QUINTAL E VOCE ME AJUDOU MUITO A CUIDAR DELE O NOME DELE E TADEU E LINDO . MUITO OBRIGADA E VOCE NAO E LINDA SO POR FORA E LINDA POR DENTRO PORQUE SO AS PESSOAS SENSIVEIS SAO CAPAZES DE VER A BELEZA DE UM ANIMAL .

    ResponderExcluir
  13. Olá Fernanda, meu nome é Emília, e também achei um gambazinho no meu quintal. Identifiquei que ele é o de orelha branca, tem mais ou menos 15 cm e dentes bem pequenos. Estou alimentando com leite, gema de ovo, uma pitada de sal e mel. Ele aceita bem. Embora eu o alimente bem, äs vezes levanto de madrugada para dar o leite com seringa, ele está comendo a própria cauda. A parte branca já foi toda. Estou desesperada, já tentei até fazer um curativo, mas ele tira. Tentei alimentá-lo com frutas,carne crua, mas ele não aceita. Por favor, me ajude, estou esperando ansiosamente sua resposta!

    ResponderExcluir
  14. Oi Emilia, vc pode tentar improvisar um colar Elizabetano (aqueles que se usa em pós-operatório em cães e gatos), com folha de Raio X, tem que cortar de forma a encaixar no pescoço e cobrir toda a cabeça, mas em gambás é complicado. Só tem que ter cuidado de usar esparadrapo aonde terá contato com o pescoço e na borda superior tb, para não machucá-lo. O ideal é vc fazer um curativo bem vedado, limpa bem com soro, passa povidine e um óleo cicatrizante tipo Dersani, mas vc precisa vedar bem para que ele não continue se mutilando. Envolve com gaze e depois bastante esparadrapo, mas vc tem que ficar observando. Tinha alguma lesão na cauda antes dele começar a se mutilar, tenta lembra de algo que tenha acontecido que possa ter desencadeado isso e me fala. Quanto à alimentação, suspende o leite, só pode leite SEM LACTOSE, mas ele já tem idade de estar desmamado, continua com o ovo e tenta introduzir frutas, carne, ração de cachorro pastosa ou sólida. Me mande emails se precisar: nanda_vetuff@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. oi fernanda, temos q ter algum cuidado especial com a higienização deles, porq vi q aorelha dele esta bem suja...pwnsei em passar um cotonete com agua boricada bem de leve, mases antes preferi vir consulta-la...

    ResponderExcluir
  16. Olá, Fabricio, anete puro, sem lguns deles têm muita cera sim no ouvido, vc pode passar o cotonete sem nada mesmo ou comprar epiotic em pet shop e pingar uma gotinha, massagear e retirar o excesso com cotonete.
    Abraços

    ResponderExcluir
  17. oii eu achei um gamba da orelha preta mas ela ñ e preta eu o ache e a mae o abandonou e eu estoou coidandoo dele mais ñ sabia oq ele comiaa mais graças a blog eu to aprendendoo mtoo obrigaa e parabens são poucos q tem sua atitude ele ainda estão pequeninos mais estão espertinhos eles tem menos de uma semana mais esperoo cuidar bem deles são tres e mtoo lindos obrigada mais uma vez

    ResponderExcluir
  18. Achei muito bacana este blog. Realmente existem muitas pessoas que não podem ver um mamífero peludo diferente de cachorro ou gato que pensam que é um "monstro"...valeu a todos pelas vidas que salvaram. Boa sorte a todos.

    ResponderExcluir
  19. Ola Fernanda, adorei seu blog.
    Ontem ao chegar em casa meu cachorro não veio ao meu encontro como sempre faz.A outra cachorrinha veio abanando o rabo mas, o mais velho não! E ai ao entrar em casa pude observar que ele estava no final do terreno.Chamei e só aí ele veio.
    Resolvi prender ele pois ouvi alguns barulhos estranhos que vinha lá do mato.Como estava muito escuro, não tive como ir ver o que era.Somente agora pela manhã fui até lá e o que encontro? Infelizmente meu cachorro tinha pego uma gambá...tadinha da bichinha! Estava com três filhotes...um morreu mas, os outros dois estão vivos.E agora amigos o que eu faço? Coloquei em uma caixinha e dei um pouco de leite na seringa.Eles comeram tudo e agora estão dormindo na caixinha que forrei com uma toalha limpa.Só agora vi que não pode dar leite comum, e agora o que eu faço?

    ResponderExcluir
  20. Por favor se puder me adicionar no facebook agradeço.
    https://www.facebook.com/angelita.zaccagnini

    ResponderExcluir
  21. Ontem a tarde encontrei um gambá todo machucado próximo a minha casa em campo grande no Rj. Estava com 3 patas quebradas e a calda também sendo a pata traseira direita com fratura exposta. Liguei para vários ligares para saber se teria algum lugar para cuidar dele porém descobri que no RJ não há nenhum lugar. Ai peguei ele trouxe para casa, dei água e banana e coloquei em uma caixa. Hj fui até SEPDA (Secretaria Especial de promoção e defesa dos animais) em guaratiba e solicitei ao veterinário de lá se pudesse cuidar dele. O veterinário me informou que por ele estar muito machucado teria que seda-lo e fazer uma cirurgia. Depois o levaria para casa dele para tratar pois lá não tem ninguém para cuidar do gambá. Deixei ele lá com o meu coração apertado, pois queria que ele ficasse bom e gostaria de poder ajudar de alguma forma mas infelizmente não tenho conhecimento para cuidar dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Bon, me mande um email para nanda_vetuff@hotmail.com para me dar mais informações e conversamos, quero saber se a cirurgia foi feita e com quem está o gambá. Grata.

      Excluir
  22. Ontem a noite entrou um gamba em casa de orelha branca e deveria ser um filhote adolecente. Ele andou pela casa toda derrubando coisas dos moveis e andou na cozinha a procura de comida.Depois de algum tempo percebi o intruso, peguei ele com uma toalha e coloquei-o pra fora no jardim. No seu texto não fala sobre doenças contagiosas(fezes e urina) ou pulgas. Neste caso o que devo fazer nos locais por onde ele andou? E quais precauções para ele não voltar a entrar , ja que ele viu que tem bastante lugar com comida e divertimento.

    ResponderExcluir
  23. Bom dia. Em relação à doenças, como não foi mordido, deve se preocupar apenas com a limpeza e desinfeccao dos locais que ele andou com água sanitária ou lysoform. Pode usar álcool 70 também. Mas se ele não defecou nem urinou, não se preocupe.
    Você tem que ver por onde ele pode ter entrado e bloquear essa passagem.
    Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  24. Bom dia. Em relação à doenças, como não foi mordido, deve se preocupar apenas com a limpeza e desinfeccao dos locais que ele andou com água sanitária ou lysoform. Pode usar álcool 70 também. Mas se ele não defecou nem urinou, não se preocupe.
    Você tem que ver por onde ele pode ter entrado e bloquear essa passagem.
    Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  25. olá fernanda, sou Icaro Torres, sou estudante de antropologia pela UFF mesmo, moro próximo ao hospital Antonio Pedro, hj encontrei um filhotinho de gambá, na minha pia da cozinha, vive uma família de gambás no meu telhado, creio que a mão o tenha deixado cair enquanto procurava por comida na minha cozinha, ele deve ter por volta de 13cm sem rabo, ja tem dentinhos, mais esta bem abatido, enrolei ele em muitos panos, o alimentei com leite de vaca morno diluído com um pouco de mel, pq é oq eu tinha no momento. Tenho medo de tentar devolver, e a mãe o recusar e ele morrer de frio, gostaria de alguma dica. sobre oq é melhor para ele no momento! Grato icaro.c.torres@gmail.com

    ResponderExcluir
  26. Olá...um gambá caiu dentro do meu banheiro pelo alçapão. Liguei para a polícia ambiental aqui de Curitiba que me instruiram tirá-lo com uma caixa de papelão, pois eu não queria machucá-lo.
    Com ajuda de uma vassoura fui colocando ele dentro da caixa e depois fechei e soltei ele no mato.
    Espero que não seja uma mamãe gambá e tenha filhotinhos no forro da casa, iria ficar bem triste se separei uma família, pois nem sabia que tinham gambás no forro. :(

    ResponderExcluir
  27. Parabéns,

    Gostei da dica e vou soltar o bichinho, pois o mesmo se encontra dentro da minha piscina. Está sentadinho desolado por não conseguir subir. No primeiro momento pensei em criar, moro em um sítio e vejo vários que com falta de sorte são atropelados na estrada. Acredito também que devam ser eles que fazem buracos profundos no quintal....kkk.
    Ozana
    Obrigado pela existência de seu blog.

    ResponderExcluir
  28. Como é exatamente a urina do gambá... cor , consistência, cheiro, quantidade. Muito obrigada.... Se vc puder seria muito interessante que postasse uma amostra em uma folha de papel ou num recipiente mesmo... Por favor... Não sei o que escorre pela parede e estou preocupada. Só sei que tem cheiro de amônia forte... Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  29. gambá é pirigozo a minha gata matou um gambá e apareceu otro se ele nao ser perigozo eu posso fica com ele oque que ele come ele e perigo ou mando ele para o zologico por favor.... me ajude e o cheiro ele e muito ameasador me ajude eu nao quero ficar com um bicho ameasador me ajude obrigada presiso saber ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo animal selvagem tem potencial para ser perigoso, por isso o contato com eles só deve ser feito se for realmente necessário, até porque os cuidados com esses animais são mais difíceis do que os cuidados com animais domésticos. Por isso recomendo que você deixe o animal na natureza, a menos que ele necessite mesmo de cuidados especiais.

      Excluir
    2. Olá! Eu gostaria de saber sobre a transmissão de doenças: o gambá é, ou pode ser portador de alguma doença, ou ainda transmitir doenças? Se sim, quais seriam estas doenças? Muito Obrigada! :)

      Excluir
  30. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  31. Estou cuidando de 3 gambás que caíram do telhado há uns 40 dias.
    Eles estão ótimos e já sei onde soltá-los, em uma reserva aqui perto da minha cidade.
    Minha dúvida é qto tempo devo cuidar deles antes de soltá-los para que eles tenham chance de se defender sozinhos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde Fernanda, acabo de ver o seu Blog e já foi de muita ajuda.
    Há 3 dias encontrei um filhotinho de gambá, acredito que seja o orelha preta, menor que uma caixinha de fósforos. Já tem 2 dias que ele abriu os olhos, contando com o tempo na bolsa da mãe, poderia dizer que ele tem cerca de 10 dias.
    Estou dando apenas leite de vaca, mas já vi que estou no caminho errado. Vou tratar dele até que possa ser re-introduzido na natureza.
    A partir de que período posso dar outro alimento além do leite sem lactose? Dar leite a ele em seringa é quase impossível pois a boca é muito pequenininha.
    Agradeço qualquer dica que possa me dar para cuidar desse pequeno.
    Abraço, Fabricio

    ResponderExcluir
  33. Boa noite! Ao chegar em casa hoje vi que meus cães estavam latindo de forma diferente para alguma coisa no pátio, quando vi era um gambá, grandinho até, de longe se sentia o cheiro forte. Prendi os cães e chamei um vizinho que é biólogo na expectativa que ele pudesse pegar o bichinho e devolver ao mato do lado da nossa casa. Só que ele tentou jogar o gambá com o auxilio de uma pá por cima da cerca que é alta e não conseguiu, o gambá caiu no chão de uma altura significante, de momento achei que tinha morrido mas ele saiu caminhando em direção ao portão e adentrou o mato. Existe alguma possibilidade de ter dado hemorragia interna ou algo do tipo? Fiquei arrasada, a intenção era apenas devolver ele ao seu habitat natural... fico no aguardo! obrigada! Cecília

    ResponderExcluir
  34. Precisa vermifugar o gambá?

    ResponderExcluir
  35. Oi, também estou c um gambá em casa( nem acredito, kkkk) Devo encaminhar p a zoonoses??/bjs e obrigada

    ResponderExcluir
  36. Oi fernada tambem estou com um filhotinho em casa, sera q ele passa alguma doença?pois estou meio preucupado.....meu nome é Edson .Obrigado

    ResponderExcluir
  37. Nossa apareceu um aqui em casa e ele e grande e da orelha branca, ai todo dia ele vem aki em cima do meu muro e a minha cachorra fica doidinha começa a latir pra ele ai ele começa a abrir a boca e taca pedra nela e incrivel...oq eu faço???

    ResponderExcluir
  38. Parabéns. São absolutamente lindos os seus gambás! Hoje, às 6:30 da manhã, quando eu voltava da praia (gosto de filmar pássaros), me deparei com uma gambá morta, com uma grande queimadura nas costas, embaixo de um poste. Com certeza, durante a madrugada, na chuva, ela tomou um choque fatal. Percebi 2 filhotinhos que estavam para fora da bolsa. Fiquei sem saber o que fazer, pois estava começando a chover e eu não podia deixar aqueles bichinhos no frio. Cuidadosamente, abri a bolsa e haviam mais 4 lá dentro. Peguei os 6 filhotinhos e trouxe-os para casa. Estão bem aquecidos e a cada hora vou vê-los para dar leitinho morno em um cotonete. Parece que estão mais espertinhos. Vou agora à farmácia, procurar uma seringa fina. Mesmo que eu passe noites acordado, vou ficar ao lado deles, tentando salvá-los, pois aqui onde moro, os veterinários só sabem cuidar de cães e gatos... Caso eu consiga salvá-los, vou dar nomes aos 6.

    ResponderExcluir
  39. Oi meu nome e Keyla,ontem meu pai ligou pra mim pedindo que eu busca-se 4 gambasinhos recén nacidos no muro da base aére, pq tinham matado a mãe deles eu busquei e depois liguei para o ibama, e eles vieram buscar.E agora eu quero criar na onde eu arrumo um para mim.se alguem souber,esse e meu email keyla.gomes.goncalves@gmail.com

    ResponderExcluir
  40. ola..eu estava cuidando de um gambazinho e ele passou a ter diarreia escura ficar mole e não queria se alimentar direito hj ele nem se meche não sei o que ele tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, me mande um email para nanda_vetuff@hotmail.com

      Excluir
  41. Fernanda,estou com um problema.Encontrei uma gambazinha no
    meu quintal,tenho uma gata e dois cachorros.
    A gambazinha está no meu quarto,já tem dentinhos pequenos,mas
    tenho que mante-la numa caixa porque a gata e os cachorros
    querem pega-la.Vou operar catarata,tenho 70 anos,já fiz todos os exames
    opero primeiro o olho direito e com 10 ou 15 dias opero o esquerdo.
    Não posso ficar com a gambazinha por causa da operação
    e dos cuidados pós operatórios.Você sabe de alguém que possa
    ficar com ela e cuidar bem? Estou muito preocupada,preciso encontrar
    alguem que cuide dela,é muito bonitinha,gosto muito,mas não posso ficar!
    Beijinhos,aguardo sua resposta.
    Caetana

    ResponderExcluir
  42. oi, eu tenho uma piscina de plastico e hoje de manha fui até lá e tinha um gamba, ele nao é muito pequeno mas tambem nao muito grande, nao sei oque fazer sera que a mae dele vai voltar

    ResponderExcluir
  43. Por favor eu queria uma ajuda,na minha casa tem uma comunidade de gambás(se chama timbú aqui na minha região nordeste mais especificamente Recife) são uns 7 grandes e ainda tem uns filhotinhos.Minha casa está em construção e tem um pé de manga,que acho que atraiu eles a morar na minha residência, pois eles comem as mangas ainda no pé,eles entram dentro de casa comem frutas na fruteira e qualquer coisa que esta dando sopa,não sei mais o que fazer.Gostaria de saber um jeito de fazer uma armadilha artesanal para capturar eles e coloca-los numa mata.Desde já obrigado

    ResponderExcluir
  44. oi fernanda eu peguei um ganba para mim porem ela caiu de uma arvore e quebrou a espinha deixando-a aleijada porem decidiram em sacrifica-la eu prefiri cuidar assim mesmo dele vou temtar fazer uma cadeira de rodas para ela porem ela come anda pelo chão tenho muita pena dela vc sabe oq eu devo fazer para melhorar a vida dela e eu tenho 5 gatos esse é meu maior medo estou elaborando um projeto para fazer um viveiro grande para ela com tela bem chik porem ela esta morando no meu banheiro por enquanto vc sabe se eles transmitem doença e q tipo mesmo q eles transmitam eu vou cuidar dela eu ja salvei cada animal q vc não faz ideia me ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia desculpe a demora. A maioria das pessoas me escreve direto por email, pois tenho pouco acesso ao blog. Escreva para nanda_vetuff@hotmail.com
      Abraços

      Excluir
  45. Achei muito interessante seu Blog ... tem muita gente que mata esses pequenos animais pensando que eles são ratos gigantes ... esses bichinhos não fazem mal a ninguém ... está aqui neste seu Blog o exemplo !... que ignorãncia essa em que vivemos heim .. ! Deus te abençõe !

    ResponderExcluir
  46. Na minha casa apareceu um gamba sempre apareçe no mesmo horarário moro no cerrado da chapada dos Guimarães e ele sempre entra em minha casa para comer a ração dos gatos mas até agora o convivio e de paz pois eles ficam vendo o bichinho comer e não fazem nada so que tenho uma gata de pariu 4 gatinhos eja fazduas semanasaté agora nada porfavor me ajude a saber se eles comem os filhotes

    ResponderExcluir
  47. Ola! na minha casa apareceu um Gambazao e vive escondido no quintal, a noite as vezes o vejo na garagem e no corredor lateral de casa onde ha uma lixeira. preciso captura lo pois nao o quero aqui pra nao corrermos o risco de contaminaçao de qualquer doença que possa vir a transmitir...se puder me orientar em como captura lo ficarei grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia. Não recomendo que você tente capturar, pois eles podem ser agressivos. Tente ir colocando frutas onde vc quer que ele circule e vai afastando da sua casa aos poucos, ate não colocar mais nada ou continua colocando comida longe.
      Precisamos entender que a presença de animais selvagens em nossas casas se torna cada vez mais comum devido ao crescente desmatamento. Tudo o que eles querem é comida e local para se esconder. Você pode tentar contatar os bombeiros, em algumas localidades eles fazem essa captura.
      Abraços

      Excluir
  48. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  49. Bom dia Fernanda, tudo bem?

    Acabei de achar um gambá grande na telhas do meu quintal.
    Quando ele me viu abriu um bocão emitindo um som para mim.
    Conversei com ele na boa e ele acabou se enfiando mais ainda nas telha para se esconder de mim. Já havia percebi que havia um rondando meu quintal, pois já achei fezes deles. Só quero saber se ha algum perigo dele ficar lá, pois tenho um filho de 8 anos e tenho medo dele atacar, ou algo assim. Pelas perguntas e resposta anteriores já vi que se pode ter um contato mais próximo dele, mas com o tamanho dos dentes dele acho que não me atreveria. Verifiquei agora no seu blog que são muitos filhotes que nascem. Será que meu quintal vai ficar cheio deles logo, pois não sei se é um macho ou uma fêmea. Coloquei uma bananinha lá perto da supusts casa dele para fazer uma amizade. Tem algum perigo dele no meu quintal? o que faço? Se ele não me pertubar e ficar cada um no seu quadrado acho que não tem problema, mas o que vc acha?
    Bjs
    Paula

    ResponderExcluir
  50. Boa noite Fernanda, moro em Campo Grande MS em uma área onde ainda existem muitos animais silvestres. um casal de gambás fez um ninho em meu telhado e já estão na quarta geração. Quando começam a ficar grandes, eu solicito a polícia florestal para vir resgatá-los e levá-los para um local seguro, visto que na casa de meus vizinhos existem vários cães e atacam os pobres bichinhos. Não devemos esquecer que somos nós que invadimos o espaço deles.Atualmente estou cuidando de um filhote que caiu da mãe e a mesma parece o ter abandonado, pois logo que o encontrei o coloquei em um lugar alto, próximo da mãe, mas ela não o resgatou. Estou cuidando dele conforme suas instruções, esperando que a mãe o resgate, mas tomando cuidado para não domesticá-lo para não torná-lo dependente. É um animal livre e esta é a beleza de sua existência. Fico muito feliz quando vejo um passeando pelo meu quintal, que é o único totalmente arborizado e creio que é por este motivo que aparecem por aqui. Me considero uma visita neste espaço, alias, uma visita privilegiada.
    Parabéns pelo seu blog
    Abs
    Tony

    ResponderExcluir
  51. olá Boa tarde.... estou cuidando de um gambazinho a 2 semana e em duas semanas ela dobrou de tamanho pois a peguei com 8 cm e agora ela esta com 16 cm. queria saber quando sei que é a hora de desmamar ela, e o que dou p ela quando acontecer. obg otimo blog

    ResponderExcluir
  52. Ola Fernanda.Gostaria de saber se tem problema dar leite em pó com água pra filhotinhos de Gambá?!

    ResponderExcluir
  53. Oi Fernanda. Parabéns pelo blog. VC pode me tirar uma dúvida? Só a fêmea de gambá tem a bolsa? Como diferenciar o macho da fêmea quando são filhotes? Bj

    ResponderExcluir
  54. Fernanda, fiquei feliz com este blog. Moro na cidade do RJ e, frequentemente, recebo visita de gambás, pois tenho quintal arborizado. Atualmente alimento um filhote porque ele começou a remexer minha lixeira.Fiquei muito satisfeita em saber que existem tantas pessoas que, assim como você, se preocupam com estas criaturas indefesas em nosso meio. Só tinha dúvida quanto ao contato mas, pelo que li, não há problema em mantê-lo, desde que continue LIVRE. Obrigada e parabéns pelo trabalho!!!!

    ResponderExcluir
  55. Olá! Eu gostaria de saber sobre a transmissão de doenças: o gambá é, ou pode ser portador de alguma doença, ou ainda transmitir doenças? Se sim, quais seriam estas doenças? Muito Obrigada! :)

    ResponderExcluir